Sessão virtual recebeu a secretária de saúde de Fortaleza Dra. Joana para serem discutidas as ações de enfrentamento a covid-19

Ontem (18), foi realizado uma reunião virtual com todos os parlamentares presentes de forma virtual, tivemos como convidada a Dra. Joana, atualmente, secretária de saúde de Fortaleza. E os assuntos debatidos foram todos voltados para as ações de enfrentamento e monitoramento aos atendimentos às vítimas da covid-19 na capital cearense.

Dentre os assuntos mais pautas foram eles: campanha de vacinação dos idosos; reforço de novos médicos na atenção primária; projeto atende em casa; hospital de campanha do estádio Presidente Vargas; respiradores.

O debate sobre a campanha de vacinação dos idosos, foi relacionada ao êxito obtido a não aglomeração nos locais de vacina, e também, o cumprimento da meta de vacinação para com os idosos. Podemos afirmar que as aglomerações não ocorreram pelo fato de Fortaleza ter disponibilizado vários locais, tais como: escolas, postos de saúde, universidades, como também, indo de encontro na residência dos idosos acima de 80 anos ou com doenças crônicas.

Também, debatemos sobre o reforço de novos médicos na atenção primária, no qual foi criado o Programa Médico Familiar Fortaleza (PMFF), onde foram admitidos 75 médicos, e também, pelo Programa Mais Médicos Brasil (PMMB) pelo governo federal, foram admitidos mais 98 médicos, e todos esses médicos estão atualmente trabalhando nos 113 postos de saúde da capital cearense.

Ainda na mesma reunião debatemos sobre o Projeto Atende em Casa, criado em parceria com a Universidade Uninassau. O programa foi lançado no dia 16/06, no qual vem disponibilizando um canal para a comunicação direta com os profissionais de saúde (médicos da rede municipal que possuem idade a partir de 60 anos ou doença crônica, que estão trabalhando de forma home office, podendo ser acessado através do site: atendeemcasa.sms.fortaleza.ce.gov.br. A princípio a pessoa interessada, irá precisar realizar um cadastro e descrever os seus sintomas, se for constatado a Covid-19 a ferramenta irá colocar de forma automática o indivíduo em contato com um profissional da área da saúde por meio de uma vídeo chamada para atende-lo e realizar as devidas recomendações, ou a própria ida a uma unidade hospitalar mais próxima.

Já o debate sobre o Hospital de Campanha no estádio Presidente Vargas, foram tratadas as questões sobre a sua criação que durou apenas 12 dias, e foi aberto no dia 18/04. No dia 30/04 Fortaleza registrou o seu pico da Covid-19, e a população pôde ser atendida no hospital de campanha. Aproximadamente mais de mil pacientes foram internados, e em média mais de 850 pacientes já obtiveram alta.

E outro assunto em questão, foi sobre os respiradores, no qual teve uma contratação adquirida dentro da Lei e de forma transparente com relação a todas as essas compras realizadas de respiradores no momento da pandemia.

Fonte: Sessão Câmara Municipal de Fortaleza

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.